Pesquisar

  • Endereço:

    Praça Frei Orlando, 90 - Fundos
    Centro
    São João del Rei - MG
    CEP: 36307-352

  • Telefone: 32 3373 4779
  • Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Facebook: facebook.com/bibliotecasjdr
Domingo 19 Novembro 2017

"Comtextos" é um espaço para a divulgação de textos diversos de variados autores. Poemas, crônicas, contos, sonetos, histórias, causos, etc. São diversos os gêneros literários aqui presentes. Fique à vontade e deleite-se.
Deseja indicar algum texto? Clique aqui e envie-nos sua sugestão!

A sala dos livros mortos

A sala dos livros mortos.

No seu primeiro dia como funcionária daquela biblioteca pública, Ana Lygia foi levada pela diretora para conhecer o prédio. Subiram e desceram escadas, o elevador há muito tinha sido desativado por falta de verba de manutenção, por sorte eram apenas três andares, mais o porão. Secretaria, diretoria e salas e salas repletas de livros em estantes de metal, uma pequena sala de convívio, uma saleta para os jornais. Existia até uma quantidade razoável de volumes, ainda que o acervo estivesse desatualizado em relação à atual literatura brasileira.

Leia mais:A sala dos livros mortos

Um dia inesquecível

Detalhe das capas dos livros "Ofício da palavra" e "O menino que vendia palavras".Eu fui ser escritor porque era muito feio, muito pobre, muito tímido, muito magro, muito esquisito...E continuo tudo isso! Na escola, sempre tive um problema sério: as meninas não me olhavam! Toda classe tem um que é bonito, um que joga bem, um que é engraçado, um que é bem-vestido...Eu não era nada! Além disso, baixinho, ficava escondido, sentado no fundo da sala. Muitas vezes, eu questionava: “Quando alguém vai me olhar com admiração?”.

Leia mais:Um dia inesquecível

Segredo

 segredo

Chiquita Rafaela, viúva do falecido Rafael Matoso apanhava lenha de um lado do esbarrancado.
Do outro estava a Ção do Dico.
Rafaela gritou de cá:

- Comadre Ção!
- Oi!
- Vou te contar um segredo!
Contar o quê?

Leia mais:Segredo

O poder de Deus

Detalhe do quadro "Cotidiano" de Rui de Paula.

Zé Maria e Alice começaram a namorar numa festa de cruzeiro. Ele era retireiro, ela cozinhava na fazenda. Quando resolveram casar, trataram de fazer uma cafua, formar jardim, plantar horta-de-couve, vedada com bambu em pé, por causa das galinhas. Do alto da serra vinha no cascalho uma água clara, servia a bica, depois descia horta abaixo. De noite, o rego d’água marulhava, era uma beleza.
Um dia de sábado, depois do almoço,

Leia mais:O poder de Deus

O último recurso

o ultimo recurso

Enquanto não chegava a hora de ligar o rádio no programa caipira, uns escoravam no balcão, outros de cócoras, pitavam seu palheiro, de vez em quando alguém entrava querendo sal, querosene ou bicarbonato. O comprador saudava o pessoal, escutava a prosa, espichava a presença antes de pedir o que queria.

A conversa, quase sempre mais silêncio que assunto, era entremeada com "huns" e "ahns", olhares e abanos de cabeça.

Leia mais:O último recurso

Mais Artigos...

  1. O laço cor-de-rosa
Download Free Designs http://bigtheme.net/ Free Websites Templates

Seção: "Você Escritor!"

Amor

"Amor". Arte escolhida pelo autor.

"Amor uma mulher
cuja distância transforma em sonho,
dando sentido às madrugadas...

Amo uma mulher
do tamanho de meus olhos,
tão infinita quanto o universo...

Amo uma mulher
cujo coração e afluentes
sangram todos os dias...

Leia mais...

O meu "eu" me pertence?

O meu "eu" me pertence? Arte que retirada de "www.wallcoo.net".

"O meu 'eu' faz-se das minhas significações,
esta não sendo um instrumento cômodo que uso,
transforma a minha estabilidade em mera ficção.

A linguagem é objeto do meu 'examinar' da mente e da alma;
minha significação está sujeita à deformidade.
A imperfeição da linguagem gera a 'refratação' do meu falar.

 

Leia mais...

Avança-se no retrocesso

Avança-se no retrocesso.

"Eis uma nação emergente ou insurgente?
Eis uma cultura acolhedora ou exterminadora?
A economia está em crise ou a mídia está em lapso?
Avança-se no retrocesso.


Leia mais...